CodeNewbie Community

Cover image for Linux, a escolha certa?
Lucas Marçal Coutinho
Lucas Marçal Coutinho

Posted on

Linux, a escolha certa?

🇺🇸 If you prefer to read in another language, this article was also published in English. Click HERE to access!

Introdução

Se você abriu este artigo, está no mínimo curioso quanto ao mundo do Pinguim. Cuidado: você está sendo atraído pelo lado mais open-source, privado e customizável da Força.

Algumas pessoas podem se sentir confortáveis no Windows e nunca sequer cogitarem uma alternativa a ele, muitos nem sabem que existem opções ao sistema da Microsoft, já outros temem que o mundo Linux seja só “tela preta” (terminal).

Esse é o primeiro de uma série de artigos nos quais tentarei sanar parte de suas dúvidas sobre o mundo Linux e te mostrar que esse assunto só é um monstro de 7 cabeças se você quiser que ele seja :)

Afinal, o que é Linux?

A princípio, essa pergunta pode parecer trivial e algo semelhante pode vir a sua mente: “Linux é um sistema operacional, como o Windows e o MacOS, porém grátis”. Mas não é bem isso não…

O Sistema Operacional (SO) é o nome dado ao programa ou conjunto de programas que gerencia os recursos do computador, como uma ponte com interface gráfica entre hardware e o usuário.

O Linux, na verdade, não é um sistema operacional, mas se trata do kernel (núcleo) presente em vários SOs.

O kernel, em geral, é o coração do sistema operacional: a parte que faz a conexão entre os aplicativos e o hardware, ou seja, quem aloca e gerencia os recursos da máquina para que os programas possam executar.

Outro ponto importante é que nem todo software baseado em Linux é necessariamente gratuito pois, por ser um projeto open-source, sua licença permite a terceiros que vendam uma versão proprietária do kernel ou mesmo cobrem por distribuições baseada nele. Alguns exemplos seriam o Red Hat Enterprise Linux, o Zorin OS Pro e a linha de produtos SUSE Linux Enterprise.

Um software open-source é criado sob uma licença que permite ao público estudar, modificar e distribuir seu código como bem entender. Algumas restrições podem ser aplicadas dependendo da licença.

GNU sem o Linux, sou eu assim sem você

O kernel é, de fato, uma parte muito importante na composição de todo sistema operacional, contudo esse quebra-cabeça possui muito mais peças, pois o kernel precisa de todo um ambiente e ferramentas que possibiltem o gerenciamento da máquina.

Já o projeto GNU, possuia um monte de ferramentas, utilitários e componentes necessários para a composição de um SO, mas advinha, faltava justamente uma peça: o kernel.

GNU é um acrônimo recursivo para GNU is Not Unix e, meus caros, há referências maravilhosas no fim do artigo caso gostem de história ou mesmo estejam curiosos quanto ao projeto!

Sim, senhoras e senhores, o que hoje chamamos vulgarmente de apenas Linux é a combinação de todo o sistema criado pelo projeto GNU e o projeto de kernel criado pelo Linus Torvalds, cujo o nome correto para, o que agora é realmente um sistema operacional, é GNU/Linux.

Distros

Distro nada mais é que uma abreviação de distribuição, um termo usado para se referir de forma genérica a um sistema operacional baseado em GNU/Linux.

Na seção anterior, foi comentado que a combinação das aplicações e ferramentas do projeto GNU e o kernel Linux (o GNU/Linux) é um sistema operacional, contudo, não existe, de fato, um SO chamado "GNU/Linux" para baixar e instalar no seu computador... e é aí que entram as distros.

Existem várias distros, cada uma voltada a seu público ou a um propósito em específico. Sendo assim, apesar de geralmente possuirem a mesma base, as distribuições linux podem ser muito diferentes entre si, indo desde um kernel modificado e programas proprietários a interfaces gráficas diferentes.

A interface gráfica, também chamada de GUI, ou Graphical User Interface, é a parte da distro que gerencia o jeito como as coisas são apresentadas visualmente para o usuário.
Note que GUI é um termo extremamente genérico e que está sendo usado para se referir a parte gráfica do SO, a qual o usuário consegue ver e interagir, o que não inclui interfaces baseadas em texto e linha de comando.

Interfaces gráficas / Desktop Environments

É possível que, em vez de se deparar com interface gráfica, você encontre uma definição um pouco diferente: Desktop Environment ou simplesmente DE. Enquanto que, formalmente, o primeiro termo se refere, neste artigo, a como um SO se apresenta graficamente para um usuário, o segundo trata-se não só da interface, mas de todo um conjunto de ferramentas que o projeto responsável por ela criou para a mesma.

De que seria útil uma interface sem um programa de configurações ou um explorador de arquivos? Sim, esses programas fazem parte do DE, um ambiente desenvolvido para amparar a interface e complementar a experiência de usuário, além de gerar um sistema visualmente coeso.

Diferentemente do Windows e do MacOS, que possuem apenas sua aparência padrão, existem diversas interfaces gráficas no mundo Linux.

Claro, mesmo que o Windows e o MacOS possuam apenas uma única interface, há maneiras (oficiais e não oficiais) de personalizá-las. Contudo, no mundo Linux, é possível simplesmente instalar uma nova interface e deletar a antiga.

Algumas DEs têm interfaces que são mais amigáveis, intuitivas e até possuem similaridades com o Windows para facilitar a transição do usuário (como o Cinnamon e o KDE Plasma).

Outras interfaces, por outro lado, podem ter uma usabilidade bem diferente da que você está acostumado, mas, ainda assim, proporcionar uma experiência mais minimalista e, quem sabe, produtiva (como o Gnome).

Em geral, outras DEs também podem ser instaladas via terminal e, na hora de fazer login, você escolhe qual interface você deseja usar.

Gnome

Gnome - Pop!_OS 20.04

O Gnome é um projeto que dá ênfase especial à usabilidade e, mesmo lhe parecendo estranha a uma primeira vista, possui uma interface intuitiva e de fácil adaptação.

Talvez você já tenha ouvido falar em uma das distros Linux mais famosas, o Ubuntu. Ele utiliza o Gnome e é um sistema recomendado por muita gente justamente por ser fácil de aprender a usar, ter uma base sólida e atualizações constantes.

Há diversas outras distros que usam o Gnome – Manjaro, Debian, Fedora, GnomeOS – cada uma com seus diferenciais.

O GnomeOS é uma distro criada pelo próprio projeto Gnome para fins de testes de desenvolvedores. Essa distribuição não é considerada estável o suficiente para se utilizar no dia a dia então, por favor, não a instale em seu computador principal.

Cinnamon

Cinnamon - Linux Mint 20.1

O Cinnamon é um projeto derivado do Gnome, sendo desenvolvido pelo time do Linux Mint. Para os usuários de Windows, ele possui uma interface muito mais amigável e familiar, sendo justamente essa a intenção dele: ser uma porta de entrada para quem quer migrar do sistema operacional da Microsoft para o mundo Linux.

Sem dúvidas, a distribuição Linux Mint é outra ótima recomendação, com uma interface extremamente intuitiva e, como é um SO baseado no Ubuntu, um repositório de programas frequentemente atualizado.

Existem outras distros que utilizam o Cinnamon além do Linux Mint, como Debian e Fedora, com suas diferenças, claro.

Vale ressaltar que as distribuições linux podem lançar versões diferentes de si mesmas mas com outra interface.
O próprio time do Linux Mint, por exemplo, por mais que tenha criado o CInnamon, também disponibiliza versões de seu sistema operacinal com as DEs Mate e Xfce.

KDE Plasma

KDE Neon - KDE Plasma 20.04 (Edição do Usuário)

O KDE Plasma é desenvolvido pelo time do KDE com foco em usabilidade e, principalmente, personalização. Com opções avançadas de customização disponíveis por padrão, distribuições com o KDE Plasma são uma ótima opção para quem quer modificar o sistema ao máximo.

O KDE Neon é a distro oficial que o projeto mantém para testar novas funcionalidades da DE, mas algumas outras distros também adotam uma versão mais estável do Plasma para disponibilizá-lo para o usuário, como o Manjaro, Fedora e Kubuntu.

Hoje, existem duas versões do KDE Neon, uma que você pode, de fato, usar no seu computador pessoa e a outra para ser usada como para testes por desenvolvedores.

Outras DEs e interfaces

Existem outras DEs e interfaces como o DDE, XFCE, LXDE, LXQT, Mate e UKUI.

Recomendo que você pesquise, dê uma olhada nos canais Diolinux e The Linux Experiment pra ver como as interfaces funcionam e quais mais te agradam.

A perfeição é individual

O SO perfeito não existe, porém todos estão em constante atualização para serem sempre a melhor versão de si mesmos. Porém, o sistema perfeito para você seria aquele que supre todas as suas necessidades.

Também não existe interface perfeita, mas sim aquela na qual você se sente mais confortável em usar, em que você é mais produtivo ou só a que acha mais bonita.

Recomendo que você teste, experimente e aprenda mais sobre o assunto. Grande parte das distros não cobram nada para você usá-las e nenhuma limita seu acesso ao sistema então... por que não dar uma chance?

Prós e contras

Nada é perfeito, infelizmente nem o mundo Linux. Sendo assim, segue alguns prós e contras do uso de distros Linux em relação ao Windows.

Prós Contras
Distros Linux são mais rápidas que Windows Linux tem poucos jogos NATIVOS
Distros Linux são mais seguras que Windows Há programas para Windows que não existem no mundo Linux
Linux é open-source e a maioria das distros gratuitas
Múltiplas escolhas de interfaces
É extremamente personalizável
Acesso total ao sistema

Pesquise, antes de tudo, se os programas e recursos que você precisa estão disponíveis na distribuição que você está cogitando usar.

Escolhendo a sua distro

Recomendo que você veja os vídeos Qual a melhor distro para “——” e Como escolher a melhor distro para o seu uso?. O primeiro é basicamente uma regravação do segundo, mas ambos se complementam e vão te mostrar alguns outros pontos importantes para a escolha da distro.

Levando em conta alguns pontos, separei algumas recomendações de distros por quesitos:

Beleza

O Deepin e Ubuntu Kylin são de longe as distro mais bonitas para mim. Mas há um porém: ambas são distros chinesas e não há garantias que você vá encontrar algum material (fórum, documentação, vídeos…) em inglês ou em sua língua nativa para você consultar caso haja algum problema. Um outro ponto importante é que podem haver algumas partes do sistema não traduzidas.

Apesar de estar presente no nome da distribuição, o Ubuntu Kylin apenas usa o Ubuntu como base, não possuindo relação alguma com a Canonical (mantenedora do Ubuntu).

Outra distro muito bonita é o eXternOS, porém ainda está em fase beta. Uma opção seria usar uma distro com KDE Plasma e modificá-la como você desejar, há vários tutoriais no internet e os resultados são incrivelmente lindos.

Hoje, também acho o Gnome 40 (ou superior) bem charmoso, sendo minha DE preferida e a que uso por padrão desde bem antes da reformulação na interface da versão 40 ❤️!

Jogos

Essa é uma ferida que quem não gosta do mundo Linux ama de martelar. Como disse anteriormente, o Linux não tem muitos jogos nativos como o Windows… Mas nada impede de tentar rodar os jogos feitos para o Windows no Linux.

Essa mágica de ser possível rodar programas feitos para o Windows no Linux se dá graças ao WINE e o Proton.
Nem todo software é compatível com essas tecnologias e, mesmo que seja, podem haver alguns problemas. Se inteire mais sobre o assunto, se for do seu interesse, pesquise especificamente pelas aplicações que você precisa.

O Pop!_OS é uma das melhores distros para se jogar atualmente, já vindo com os drivers da Nvidia (se escolher essa opção no site) e por ter um repositório de programas atualizado com frequência.

Recomendo você a ver esses dois vídeos: Configurando o Pop!_OS para jogos e Como jogar no Linux em 2020. Vão te dar uma noção de como funciona as coisas e te dar dicas de onde olhar para saber se seus jogos favoritos tem suporte no Linux.

Com o advento do Steam Deck, algumas distribuições como o Fedora anunciaram investimentos para uma aprimorar experiência com games e a compatibilidade com hardwares.

Desenvolvimento

Aqui já precisamos dos softwares mais recentes, atualizações constantes e um grande arsenal de programas. O Ubuntu foi por muito tempo a queridinha e a melhor distro para se desenvolver no mundo Linux por ser popular, estável e fácil de usar.

Porém, com o decorrer do tempo, outras distros também adquiriram e reforçaram essas características, com algumas tendo um apelo a mais para o público desenvolvedor como o Pop!_OS, o Fedora e o Manjaro.

Estabilidade (uma distro para a todos governar)

Em geral, distros como Ubuntu, Linux Mint e Pop!_OS tentam entregar um equilíbrio entre estabilidade e novidades. Porém há um sistema operacional que é conhecido por focar na estabilidade: o Debian.

O Debian é um sistema operacional composto primariamente de software livre e mantido pela comunidade. Seu ciclo de lançamento de novas versões é consideravelmente mais longo que as distros tradicionais, focando justamente em um sistema estável e no suporte a longo prazo.

Essa distribuição pode não possuir os programas ou DEs em suas versões mais recentes, pois suas atualizações só são disponibilizadas depois de muitos testes, para tentar ao máximo garantir que nada dê problema para seu usuário.

Se chama liberdade, certo?

Não precisa ficar indeciso dentre tantas possibilidades de escolha, é open-source! Caso queira, basta formatar e instalar outra distro ou outra DE. Você é livre para instalar, reinstalar e modificar como quiser.

Espero ter esclarecido algumas de suas dúvidas. Sei que não abordei todos os assuntos possíveis, mas outros artigos virão para complementar esse :)

Feedback!

Sinta-se a vontade para dizer o que achou desse artigo, fazer perguntas, apontar algum assunto que não ficou muito bem explicado ou que faltou ser falado, sugerir outros tópicos e complementar o que já foi dito. Até a próxima!

Referências e recomendações

🇺🇸 Overview of the GNU System

🇺🇸 Linux and the GNU System

🇧🇷 baixe GNU/Linux!

🇺🇸 Graphical user interface - Wikipedia

🇧🇷 Diolinux

🇧🇷 Curso de Linux - Curso em Vídeo

🇺🇸 ProtonDB

🇺🇸 The Linux Experiment

🇧🇷 Open Source (Código Aberto): veja como funciona - TOTVS

🇺🇸 Why everyone should try using Linux - opensource.com

🇺🇸 Linux Jargon Buster: What is Desktop Environment in Linux? - It's FOSS

🇺🇸 What makes the Linux community special? - opensource.com

Discussion (0)